Meio ambiente

São Paulo conta com 31 parques estaduais, 26 estações ecológicas, 18 estações experimentais, 15 florestas preservadas, uma reserva estadual, dois hortos e dois viveiros florestais. Consciente da necessidade de preservação ambiental desses lugares, o poder público estadual implantou mecanismos voltados para a melhoria e a recuperação da qualidade do meio ambiente.

A preservação das áreas verdes estaduais é realizada pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA), por meio do Instituto Florestal e da Fundação Florestal, incluindo parcerias com instituições internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Questões ambientais

Os empreendimentos ou atividades que utilizam recursos ambientais naturais necessitam obrigatoriamente de licenciamento ambiental para se instalar no Estado. Esse procedimento permite que o poder público estadual garanta mecanismos de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente. Além disso, é uma forma de identificar os efeitos ambientais de cada negócio, mostrando aos seus gestores as melhores alternativas de gerenciamento. 

A emissão destas licenças, além de autorizações, alvarás e outros documentos, é feita pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), órgão da SMA que atua por meio de agências ambientais localizadas em todas as regiões do Estado. No portal da Cetesb, também podem ser consultados os empreendimentos e atividades sujeitos à emissão das licenças ambientais, a legislação referente ao tema, o preço das licenças e a situação dos processos de licenciamento e intervenção em análise pelo órgão, entre outras informações.

Dependendo do ramo de atividade, o licenciamento ambiental é objeto de regulamentação específica, como é o caso dos empreendimentos sucroalcooleiros. Um zoneamento realizado pelas Secretarias de Agricultura e Abastecimento (SAA) e do Meio Ambiente divide o Estado segundo aptidão agroambiental, a partir do qual foram estipuladas áreas inadequadas, com limitações, restrições e adequadas à implantação dos empreendimentos.

Clima

O clima predominante no Estado é tropical, com verão quente e úmido e inverno seco. Varia relativamente pouco entre as diversas regiões do interior e as temperaturas permitem atividades ao ar livre durante o ano inteiro.

Estações

  • Primavera: 23 de setembro a 21 de dezembro
  • Verão: 21 de dezembro a 20 de março
  • Outono: 20 de março a 21 de junho
  • Inverno: 21 de junho a 23 de setembro

Capital

Durante o verão, a frequência e a intensidade das chuvas na capital do Estado é bastante elevada. Em torno de 80% do total de chuvas registradas na metrópole paulistana ocorre entre os meses de outubro e março. Os índices pluviométricos registrados nos meses de inverno são bastante reduzidos.

Litoral e interior do Estado

A faixa litorânea do Estado é caracterizada pelo clima tropical chuvoso, sem estação seca e com precipitação média do mês mais seco superior a 60 mm. Na baixada litorânea e nas encostas da Serra do Mar, são registradas as médias pluviométricas anuais mais altas do Estado.

A parte central do Estado de São Paulo é caracterizada pelo clima tropical de altitude, com chuvas no verão, seca no inverno e temperatura média do mês mais quente superior a 22°C. Os municípios de Campinas, São Carlos e Piracicaba estão localizados nesta região do Estado.

Representada por municípios como São José do Rio Preto e Araçatuba, a região Noroeste de São Paulo é significativamente mais quente, sendo caracterizada por inverno seco e o mês mais frio apresenta temperaturas médias superiores a 18º C.

No Sul do Estado, especialmente nos municípios próximos à Itapeva, surgem núcleos de clima subtropical, com verão quente e sem estação seca de inverno, onde a temperatura média do mês mais frio está abaixo de 18°C.

Com áreas de altitudes mais elevadas, as serras do Mar e da Mantiqueira contam com verão ameno e ocorrência de chuvas no ano todo. Nestas regiões, o mês mais quente do ano apresenta temperatura média inferior a 22°C. Com temperatura média de 11,5º C no mês de julho, Campos do Jordão é a mais famosa estância turística de inverno do Estado de São Paulo.

A previsão do tempo e as condições de visibilidade nas diversas regiões do Estado podem ser consultadas nos sites do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec).

Venha investir em São Paulo

A Investe SP está sempre pronta para atendê-lo de forma rápida, eficaz e gratuita. Saiba como a Agência Paulista de Promoção de Investimentos pode assessorar o seu projeto em Nossos Serviços ou entre em contato com nossos especialistas no Fale Conosco.