13/04/18 14h20

Sede da Investe São Paulo consolida-se como novo espaço para eventos de startups na capital

Com objetivo de fomentar o ecossistema, local tem recebido número crescente de encon-tros de empreendedorismo

Investe São Paulo

Um dos efeitos do crescimento do número de apoiadores às startups no Brasil é o aumento da realização de eventos ligados ao tema. Na capital e no interior de São Paulo, essas iniciativas são importantes e contribuem para o amadurecimento e consolidação do ambiente de inovação paulista.

A sede da Investe São Paulo objetiva juntar-se a outros locais como o Cubo e Habitat, hubs de inovação onde ocorrem muitos eventos para o ecossistema. Com auditório para 248 pessoas, átrio amplo para realização de exposições e estacionamento gratuito, o local é uma opção atraente para realização de encontros entre os players do sistema.

Com a realização do Get in The Ring, nesta quinta-feira, 12 de abril, foram 7 eventos no ano. Até agora, mais 9 eventos já estão programados para serem realizados no espaço. A relação completa deles e outras ações em prol do ecossistema de startups podem ser acessadas no recém lançado site Investe SP Startups - http://www.investespstartups.org.br/

Para o gerente de relacionamento com startups, Franklin Ribeiro, este é um dos melhores momentos para empreendedores no Estado de São Paulo. Vários são os motivos, um dos principais é a compreensão, cada vez maior de pessoas na administração pública, da importância de fomentar o ambiente de empreendedorismo.

“Com a disponibilização do espaço para eventos de inovação e empreendedorismo, queremos contribuir para aumentar o número de pessoas interessadas na geração de negócios através de startups. Nós da Investe SP, por exemplo, já estamos trabalhando para realização da terceira edição do SP Conecta, que neste ano terá como foco a indústria 4.0. Vale destacar que nossas ações contam com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, que tem grande interesse em adensar o ecossistema de apoio às startups“, concluiu Ribeiro.