Aeroespacial e Defesa

O Estado de São Paulo concentra o maior polo aeroespacial da América Latina. Entre as três maiores do mundo, a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e outras companhias que atuam no setor desenvolvem em SP seus processos e produtos para os segmentos de aviação comercial e executiva, além de soluções integradas para defesa e segurança.

De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o Brasil conta com 136 estabelecimentos instalados para fabricação de aeronaves. Desses, 99 estão em São Paulo (2012).

O caráter predominantemente paulista da indústria aeronáutica brasileira evidencia-se pelas informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Estado de São Paulo responde por 73% das unidades locais, 95% do pessoal ocupado e 96% do valor da transformação industrial (VTI) da indústria aeronáutica nacional (IBGE - 2011). O setor responde por 7,6% das exportações realizadas a partir de São Paulo, tendo como principal mercado a União Europeia, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC - 2012).

 Receita das indústrias aeroespaciais no Brasil - gráfico

Sobre a Embraer

Atuando em mais de 80 paises, nos cinco continentes, a Embraer é a maior fabricante mundial de aeronaves comerciais de até 120 lugares. No segmento de aviação executiva, a Empresa expandiu sua participação no mercado global, de 3,3% em 2008, para 15%, em 2012.

Com o mais amplo e moderno portfólio do mercado, a Embraer já entregou mais de 650 jatos executivos para 50 países, estabelecendo-se entre as maiores forças da indústria aeroespacial.

Consolidando sua posição central na indústria nacional de material de defesa, a Embraer Defesa & Segurança oferece uma linha de soluções integradas que inclui C4I (Centro de Comando, Controle, Comunicação, Computação e Inteligência), tecnologias de ponta na produção de radares, veículos aéreos não tripulados (Vant), sistemas avançados de informação e comunicação, bem como aeronaves militares.

A companhia possui cinco unidades industriais com atividades de engenharia, desenvolvimento e fabricação em São José dos Campos (SP), Botucatu (SP) e Gavião Peixoto (SP), além de dois centros de logística em Taubaté (SP) e Campinas (SP) e um novo centro de serviços em Sorocaba (SP).

A empresa conta com unidades industriais nos Estados Unidos, Portugal e China, bem como centros próprios de serviço, manutenção e peças de reposição em São José dos Campos (SP), Fort Lauderdale (Flórida - EUA), Mesa (Arizona - EUA), Nashville (Tennessee - EUA), Windsor Locks (Connecticut - EUA), China, França e Singapura.

Emprego nas indústrias aeroespaciais do Brasil - gráfico

Arranjo Produtivo Local

Conhecido como Cluster Aeroespacial Brasileiro, o Arranjo Produtivo Local Aeroespacial, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), em parceria com o Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (Cecompi), promove a sinergia entre as empresas do setor aeroespacial bem como sua competitividade nacional e internacional.

Pesquisa e Desenvolvimento

Por que investir no setor Aeroespacial
e de Defesa no Estado de São Paulo?

  • Presença de unidades de produção da Embraer e outras empresas do setor.
  • Maior fabricante mundial de aeronaves comerciais de até 120 lugares.
  • Abriga os principais fornecedores de peças e serviços da América Latina.
  • Cluster Aeroespacial Brasileiro, com incubadoras de base tecnológica.
  • Dispõe de modernos centros de estudo e pesquisa na área.

Clique aqui para baixar arquivo em pdf com mais informações sobre o setor.

Fale Conosco

Nós convidamos você a descobrir por que o Estado de São Paulo é a escolha certa para seu negócio. A Investe São Paulo está sempre pronta para atendê-lo de forma rápida, eficaz e gratuita. Saiba como a Agência Paulista de Promoção de Investimentos pode assessorar seu projeto em Nossos Serviços ou entre em contato pelo Fale Conosco.